sexta-feira, 22 de abril de 2016

Homossexuais suicidas


Num extenso texto de 6.700 caracteres, um grupo de imbecis que dirige um site em nome da organização "Rumos Novos - Homossexuais católicos" dedica 550 caracteres ao facto de "nos 70 países onde a homossexualidade ainda é perseguida penalmente e os 8 que a castigam com pena de morte, há uma religião que dá o principal suporte moral e doutrinal a tal repressão. Não temos mais que recordar horrorizados as execuções de pessoas homossexuais lançadas de torres e terraços pelos fundamentalistas do ISIS. Mas o problema não é só muçulmano: em países de tradição cristã, os delitos de ódio contra homossexuais são cometidos principalmente por fundamentalistas cristãos e a principal fonte de homofobia procede de núcleos cristãos."
E por aqui se ficam estes atrasados mentais destes homossexuais católicos, sem sequer identificar a religião que mata os seus companheiros como sendo o Islão e apenas referindo a palavra "muçulmano" uma única vez. O resto do texto é gasto a atacar a Igreja católica, os movimentos cristãos fundamentalistas e os extremistas católicos que, no entender destas abéculas, constituem o maior perigo de vida para os homossexuais. Como prova de que os cristãos perseguem os homossexuais de uma forma mais violenta (????) de que os muçulmanos, estes mentecaptos alegam que "dados de 365gay.com assinalam que no Reino Unido 17% dos adolescentes homossexuais sofreram ameaças de morte. Na Alemanha 66% dos jovens homossexuais menores de 27 anos foi agredido por membros da sua própria família e 27% foram vítimas de provocação dos seus professores." 
Ao que consta, em nenhum destes países houve homossexuais enforcados, como no Irão, nem atirados do alto de um edifício, como faz o ISIS. O que levará esta gentalha a ignorar a chacina que os muçulmanos fazem, entre os homossexuais? Não será, necessariamente, simples ignorância, uma vez que foram capazes de apurar que há 70 países onde a homossexualidade é crime e oito onde esse crime é punido com a pena de morte. Como é que é possível serem tão estúpidos e tão suicidas? Acham que, por terem uma atitude apaziguadora não serão atirados do alto de um prédio de três andares, algures na Mouraria, futura "zona islâmica independente"? Se acham que sim, merecem mesmo esse destino. Quem aos seus inimigos se junta, às mãos lhe morre.

Sem comentários:

Enviar um comentário